sexta-feira, 24 de outubro de 2008

A FORÇA QUE NUNCA SECA (CHICO CÉSAR)

Já se pode ver ao longe
A senhora com a lata na cabeça
Equilibrando a lata vesga
Mais do que o corpo dita
Que faz o equilíbrio cego
A lata não mostra
O corpo que entorta
Pra lata ficar reta
Pra cada braço uma força
De força não geme uma nota
A lata só cerca, não leva
A água na estrada morta
E a força que nunca seca
Pra água que é tão pouca

2 comentários:

thamires disse...

Oi prof q saudade adorei seu blog lindo lindo adoro poesia...
tenho tanto pra te falar mas exclui meu orkut...
bjooo
thamires
(são marcos)

ALEXANDRE LEME disse...

http://www.youtube.com/watch?v=oHO4oeWT62o